O Oscar de melhor canção original não é mais aquele?

audrey_bonequinha de luxo

Se você parar pra pensar, quais as músicas vencedoras de Oscar que te vêm imediatamente à cabeça? “Moon River ( Bonequinha de Luxo)”? “Raindrops keep fallin’ on my head” (Butch Cassidy)? “My Heart will go on” (Titanic)? Qualquer uma de desenho da Disney dos anos 90? Seja lá qual for, é provável que tenha sido uma bem marcante, pro bem ou pro mal, e que volta e meia deve ser lembrada em CDs de banca de jornal e retrospectivas de rádio. 

E se você for tentar lembrar das músicas vencedoras de 2000 pra cá? Não vale tentar roubar dizendo “Skyfall”, porque a premiação foi ontem, hein? 

Certamente dá mais trabalho, mas de repente você pode vir com “Al otro lado del Río” de Diários de Motocicleta, ou “Jai-Ho” de Quem quer ser um milionário. A primeira é linda, sem sombra de dúvida, com a segunda eu tenho meus problemas (vou contar mais abaixo)  mas você consegue imaginar qualquer uma delas na mesma coletânea com a música tema de Alladin?

Alladin A whole new world

Fala a verdade, você também quis ter um tapete mágico depois dessa música

Eu sei que é injusto comparar quase todo o século XX com pouco mais de uma mísera década que temos nesse aqui. A questão é que antes parecia que o Oscar estava mais preocupado com músicas que todo mundo já sabia cantar, ou que tinham potencial de sucesso após a premiação. 

Não é que eu esteja dizendo pra só premiar músicas que estejam em alguma parada, em detrimento da qualidade. É só que eu gostaria muito de comentar o premio de melhor canção original com a mesma animação das outras categorias. Hoje parece tudo tão desimportante.

Mesmo assim eu tentei nos últimos anos. Assisti às premiações, torci pelas minhas músicas favoritas, e quebrei a cara por gostar demais dessas aqui:

Come What may- Moulin Rouge (2002)

moulinrouge

Nesse caso dá mais pra culpar as regras do que a Academia em si. Ou o Baz Luhrman, que ia usar a música em um filme (Romeu+Julieta), mas acabou desistindo e resolveu aproveitar pra outro, o que já a desqualificava como “original”. Assim, ela nem chegou a ser indicada.

O que eu sei é que todas as vezes em que Nicole Kidman e Ewan McGregor abrem a boca pra cantar os primeiros versos eu me acabo de chorar, sempre. Saí do cinema tendo certeza de que ela seria premiada, mas eu não sabia da chatice toda que estava por trás. Quem acabou levando naquele ano foi If I Didn’t Have You” de Monstros S.A, e que nem ao menos é tão linda e fofa como o desenho.

Qualquer uma de Encantada (2008)

enchanted-amy-adams-thats-how-you-know

O filme da Amy Adams concorria com três músicas “Happy Working song”, “So Close” e “That’s how you know” e qualquer uma delas que vencesse seria merecido. Talvez a inclusão de três assim tenha dividido os votos de quem simpatizou com o filme como um todo, ao invés de ter aumentado as chances de pelo menos uma delas vencer. Acabou dando “Falling Slowly”, de Once, que é uma música bacaninha, vinda de um filme também legal, mas que não ocupou o mesmo lugar das músicas de Encantada no meu coração.

Down to Earth- Wall-e (2009)

wall-e eva

Essa premiação acabou me fazendo passar raiva por dois motivos. O primeiro é que até chamaram o Peter Gabriel pra cantar essa música no palco, mas só por pouco mais de um minuto, já que seria na verdade um medley de todos os indicados. Sabiamente ele recusou o desaforo. O segundo é que, enfim, acabou perdendo pra Jai-Ho, uma música tão superestimada quanto o filme de onde veio.

Real in Rio (2012)

RioReal

Essa todo mundo acompanhou, e a indignação geral foi tão grande quanto a minha. E olha que não foi questão de ufanismo, não. Mas pense aí, só havia duas músicas indicadas e foram escolher justamente a a mais sem graça e tradicional de todas que era aquela ” Man or a muppet”?

Esse ano eu não acompanhei muito essa categoria, nem tive favoritos. Essa “Skyfall” da Adele pareceu interessante.

Mas será que vão lembrar dela daqui a uns cinco anos?

 

 

Quer ler mais sobre histórias do Oscar? Então veja também:

Grandes injustiças do Oscar: Forrest Gump (1994)

Da série grandes injustiças do Oscar– Confidências à meia-noite (1959)

Anúncios

Deixe seu palpite aqui. O poder é de vocês!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s