Pra começar

O primeiro filme que vi no cinema foi Lua de Cristal, numa longínqua manhã de 1990. Eu tinha cinco anos e ele parecia bom o suficiente, tanto pra mim quanto pros coleguinhas que haviam ido comigo no passeio da escola.

No trajeto de volta eu escapei da vigilância das tias e fugi pra casa, mas eu creio que esse episódio teve pouco a ver com o efeito de toda aquela cantoria de Xuxa e das Paquitas.

Na verdade, até hoje eu guardo esse filme numa espécie de limbo carinhoso da minha mente dedicado aos filmes trash com os quais tenho ligações afetivas, como Cinderela Baiana, Criaturas, Cemitério Maldito e A Bolha Assassina.

Não foi uma estreia muito nobre, eu sei (invejo um pouco quem pode dizer que foi ET ou A Pequena Sereia) mas foi o começo da minha relação com o cinema, que se tornou tão importante nos anos seguintes a ponto de ajudar a definir quem eu sou.

Junto com a literatura, a música, a televisão, a família, os amigos, todas as vezes que acertei ou quebrei a cara, enfim, isso que chamamos de vida. E não seria assim com todo mundo?

Estou confiando a esse blog a missão de me ajudar a organizar toda essa informação cinematográfica, pra que eu possa registrar o que acabei de ver, lembrar do que vi faz tempo, e sempre sentir de novo o que quer que esses filmes tenham me proporcionado.

E tanto melhor se alguém resolver me ajudar no meio desse caminho.

Anúncios

7 thoughts on “Pra começar

  1. Pingback: Confidências de uma itabunense no cinema « O filme da tarde

    • Obrigada 🙂 Ah, mas nem sei se lembrar é tão mérito meu, rs na minha cidade estreavam tão poucos filmes na minha infância, que eu lembro de todos que eu vi. E você está perdendo um dos maiores clássicos da filmografia da Xuxa hahaha eu até devo escrever sobre ele semana que vem.

  2. Pingback: Filmes que abalaram a nossa infância: Lua de Cristal (1990) « O filme da tarde

  3. Pingback: Os piores filmes que eu vi no cinema | O filme da tarde

  4. Pingback: Carta ao blog no seu primeiro aniversário | O filme da tarde

  5. Pingback: O fim desse blog. E porque você não deve se chatear com isso | O filme da tarde

Deixe seu palpite aqui. O poder é de vocês!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s